segunda-feira, 16 de maio de 2016

Bancada do PT apresenta moção de apoio a estudantes após truculência da BM

Foto Rozane Dalsasso
Vereadores consideram desproporcional ação da Brigada Militar

A bancada do PT na Câmara de Vereadores, liderada pela vereadora Sofia Cavedon, protocolou  nesta segunda-feira (16) Moção de Apoio aos jovens manifestantes que foram alvo da ação truculenta da Brigada Militar nas últimas quinta (12) e sexta-feira (13). O texto defende que as pessoas possam “se manifestar de forma livre, democrática, como garante a constituição brasileira, sem violência policial”.

A moção destaca que, durante o ato, jovens “foram agredidos por policiais da Brigada Militar, que usaram bombas de gás lacrimogênio, tropa de choque e armas de choque taser, prenderam estudantes que se manifestavam contra a aprovação do impeachment e contra o vice­-presidente Michel Temer”. Para a bancada, os protestos foram reprimidos de forma violenta e desproporcional.

Foto Caco Argemi 
Os vereadores lembram, ainda, que uma das quatro jovens presas foi detida apenas por documentar a ação da BM, além de outras que ficaram feridas e precisaram de atendimento médico no Hospital de Pronto Socorro. “A BM mobilizou um grande efetivo para acompanhar e reprimir os protestos em um momento em que há falta de segurança nas ruas da capital. Toda essa truculência ocorreu ao final da manifestação pacífica e democrática realizada por grupos de estudantes e de jovens de movimentos sociais”, destaca o texto.

A moção será encaminhada ao governador José Ivo Sartori, ao Cel. Alfeu Freitas Moreira, Comandante Geral da Brigada Militar, ao Procurador Geral da Justiça Marcelo Lemos Dornelles e ao prefeito José Fortunati. Na manhã desta segunda-feira (16), deputados das bancadas do PT, PCdoB, PSOL e representantes de movimentos sociais exigiram do governo estadual a demissão do secretário de Segurança Pública do Estado, Wantuir Jacini, e do comandante da Brigada Militar.

Matéria publicada no Portal Sul21.