quinta-feira, 26 de maio de 2016

Bancada do PT aprova moção de apoio a jovens vítimas de violência policial em protestos

Foto Caco Argemi 
Na tarde desta quarta-feira (25), a Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, por 12 votos a favor, cinco contrários e uma abstenção, uma Moção de Apoio aos jovens agredidos pela Brigada Militar nos protestos dos dias 12 e 13 de maio. A Moção apresentada pela Bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) será encaminhada ao governador José Ivo Sartori, ao procurador-geral do Estado, Marcelo Lemos Dornelles, ao prefeito José Fortunati e à presidente da UNE, Carina Vitral.

Nas duas ocasiões, jovens foram agredidos por policiais, que jogaram bombas de gás lacrimogênio e usaram armas de choque, após manifestação no bairro Cidade Baixa. “É importante que nesse momento em que vive o país, com inúmeras manifestações, que se compreenda, acompanhe, respeite e não se use de violência contra os jovens que estão se expressando democraticamente”, ressaltou a vereadora Sofia Cavedon, líder da bancada do PT.

Foto Matheus Piccini/CMPA
A bancada petista salientou que os jovens estão surpreendendo pela organização e pacifismo e que ela mesma participou de uma caminhada com 30 mil pessoas na qual nenhum incidente violento ocorreu. “Queremos que essa juventude possa entender que não precisa agredir para ser vista”. “Cabe a nós, adultos, ao Ministério Público, ao governo e aos pais dizerem que estamos em um Brasil democrático e livre”.

Por fim, os autores pedem que o governador oriente os órgãos de segurança, e o prefeito, a EPTC, para que cenas de violência não se repitam. “A aprovação dessa Moção é a reafirmação de que a Câmara Municipal tem posição contrária à violência contra os jovens da cidade”, comemorou Sofia.