sexta-feira, 17 de junho de 2016

Municipários de Porto Alegre permanecem em greve

Foto Equipe Gabinete
A vereadora Sofia Cavedon (PT) tem participado das manifestações e das reuniões apoiando a categoria.

Categoria decide manter greve pelo menos até terça-feira (21) quando haverá nova assembleia geral

Sem uma sinalização de proposta do governo, que aproxime a reposição da inflação ao período da data-base da categoria, os municipários de Porto Alegre deliberaram pela continuidade da greve, na assembleia geral realizada na tarde dessa quinta-feira (16).

Foto Equipe Gabinete
A categoria não aceitou a proposta salarial feita pelo prefeito José Fortunati, que ofereceu 9,28% em quatro parcelas com a última quitada em janeiro de 2017. Na terça-feira, governo e comando de greve fizeram uma reunião, mas as negociações não avançaram, já que o município apresentou a mesma proposta e alega não ter condições financeiras para aumentar o índice ou reduzir as parcelas.

A categoria reivindica um maior percentual na primeira parcela, que é de apenas 1%. A proposta é: 1% em maio, 2% em outubro, 2,60% em dezembro e 3,39% em janeiro de 2017.

Foto Guilherme Santos/Sul21 
Conforme o site da Atempa (Associação dos Trabalhadores em Educação do Município de Porto Alegre), 60% das escolas da rede municipal estão em greve até o momento.

Nova assembleia geral está marcada para dia 21/6  (terça-feira), às 14h,  no Centro de Eventos do Parque Harmonia.

Com informações do Portal Sul21Atempa e Simpa