quinta-feira, 30 de junho de 2016

Municipários decidem encerrar greve em Porto Alegre

Foto Gabinete
Greve justa! Categoria brava, em especial da Educação, que lutou pela reposição da inflação do conjunto dos servidores/as. Seguimos na luta! Sofia Cavedon, vereadora do PT que participou diretamente nas negociações entre e categoria e o governo.

Em Assembleia realizada no Centro de Eventos do Parque Harmonia, servidores/as públicos municipais decidiram retornar ao trabalho.

Da Redação

Após 16 dias de paralisação, os servidores municipais de Porto Alegre decidiram, em assembleia geral realizada no Centro de Eventos do Parque Harmonia, encerrar a greve da categoria. A decisão não foi unânime. Uma parte dos servidores queria prosseguir a paralisação, mas a maioria decidiu encerrar as mobilizações após a Prefeitura aceitar não descontar mais os dias parados, como chegou a ser anunciado.

Foto Guilherme Santos/Sul21 
Conforme ficou acertado na reunião de negociação entre o Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) e a Prefeitura, a categoria conseguiu a retomada da possibilidade de compensação dos dias parados e o ressarcimento dos dias descontados através de folha suplementar e a manutenção das demais pautas não econômicas. O prefeito José Fortunati deu a garantia que não ocorrerão punições ao movimento grevista e anunciou que, se houver melhoria na receita da Prefeitura, ele antecipará a parcela de janeiro de 2017 para dezembro de 2016.

Na última segunda-feira, Fortunati anunciou que decidiu pagar, a partir do próximo mês, o índice da inflação parcelado em quatro vezes, no período entre maio deste ano e janeiro de 2017 (1,2% retroativos a maio; 2% em outubro; 4,2% em dezembro; e 1,6% em janeiro).

Os municipários devem retornar ao trabalho nesta sexta-feira (1°).

Fonte: Portal Sul21.

Veja também:
Greve das e dos Municipários/as - Sofia propõe regras para a compensação dos dias não trabalhados