sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Saúde Mental – “A lista de espera é imensa”

Foto Marta Resing
Solicitar uma audiência com o Prefeito foi o principal encaminhamento da reunião realizada nesta sexta-feira (16), articulada pela vereadora Sofia Cavedon (PT), com o secretário municipal de Saúde, Fernando Ritter, e o Grupo de Trabalho (GT) da Saúde Mental, composto por representantes dos e das trabalhadoras da Fasc, Secretaria de Educação (Smed), Conselho Tutelar e comunidade.

Na pauta, as dificuldades enfrentadas pela Equipe Especializada em Saúde da Criança e do Adolescente (EESCA) da Restinga e Extremo Sul. Conforme relataram os representantes do GT, existe uma grande demanda reprimida que somente os dois Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS), existentes na região, não dão conta nos atendimentos necessários. “A lista de espera é imensa”, afirmaram.

Conforme a vereadora Sofia, existe a necessidade de neurologistas, psiquiatras, psicólogos/as, fonoaudiólogos/as e terapeutas ocupacionais. “Estamos tentando construir com o governo uma forma de sanar essas ausências nos CAPS da Restinga e Extremo Sul, através de transferências entre órgãos da Prefeitura, solicitadas pelos próprios trabalhadores e trabalhadoras”, informa a vereadora.

Com o objetivo de avançar nas resoluções, ficou encaminhado no encontro que as três frentes – Secretaria Municipal de Saúde – GT da Saúde Mental e Vereadora Sofia Cavedon – irão solicitar uma audiência com o Prefeito.