quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Nota do PT sobre eleição em Porto Alegre

O Partido dos Trabalhadores, de acordo com a resolução aprovada na reunião Diretório Municipal de 5 de outubro, que definiu a posição partidária para o 2º turno das eleições municipais em Porto Alegre, vem reiterar “que ambas as candidaturas que foram ao segundo turno não são alternativa e não representam qualquer tipo de mudança, pois seus partidos e suas alianças estão juntos na prefeitura de Porto Alegre e na sustentação dos governos Sartori e Temer. Assim, não nos representam. A democracia é maior que tudo isso. Temos consciência que a abstenção e os votos não válidos (brancos e nulos) são um legítimo direito de resistência frente ao Golpe contra a Presidenta Dilma, suas representações e ao resultado eleitoral conservador advindo deste processo, que  representa a continuidade das gestões que fizeram de Porto Alegre mercadoria, esvaziaram a participação popular e degradaram as políticas públicas”.

Neste sentido, desautoriza que seus filiados e filiadas venham manifestar publicamente apoio e participar de eventos das candidaturas do PSDB (Marchezan) e PMDB (Melo), que representam o mesmo projeto golpista que desrespeitou o voto de 54 milhões de eleitores (as) quando derrubaram a Presidenta Dilma, e continuam a implementar uma agenda neoliberal de retirada de direitos individuais e sociais do povo brasileiro.

Comissão Executiva Municipal do PT de Porto Alegre, 19 de outubro de 2016.