segunda-feira, 21 de novembro de 2016

COMDIM e SINDJORS lançam campanha “Não somos culpadas”

Foto: Douglas Roehrs/Sindjors
Assista acessando aqui, o vídeo de lançamento da Campanha #NaoSomosCulpadas

A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Municipal de Porto Alegre, presidida pela vereadora Sofia Cavedon (PT), apoia a iniciativa e está integrada no calendários dos 16 dias de ativismo mundial pelo fim da violência contra as mulheres.

Com o objetivo de ressaltar a necessidade de enfrentamento à violência contra as mulheres e à desigualdade de gênero, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (COMDIM/Porto Alegre) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (SINDJORS) se uniram para promover, de 20 de novembro a 10 de dezembro, a campanha Não somos culpadas.

A iniciativa integra a campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, uma mobilização anual, em cerca de 160 países, praticada por membros da sociedade civil e do poder público. Mundialmente, a atividade inicia em 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, começa em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, para destacar a luta das mulheres negras contra o racismo e o sexismo.

O Mapa da Violência demonstra que entre os anos de 2003 e 2013, o feminicídio de mulheres brancas teve uma queda de 9,8%.  Já o número de feminicídios de mulheres negras aumentou 54,2% no mesmo período.

Persiste uma cultura machista que autoriza os homens a desrespeitar as mulheres de todas as maneiras. Esse comportamento, legitimado pela sociedade, faz com que vítimas de violência sexual sejam desacreditadas e consideradas culpadas.

Assim, chegamos a um momento histórico adverso, complexo e desafiador. É fundamental reafirmar os direitos das mulheres e zelar pelo que já foi conquistado. A vítima não é culpada. Nunca.

Fonte: Portal do Sindicato dos Jornalistas do RS