terça-feira, 1 de novembro de 2016

Ocupa Tudo, UFRGS

Por André Simões, de Porto Alegre, RS

Foto Juliana Bimbi
No final da tarde de hoje (31) foi deliberada, em assembleias de cursos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a ocupação do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), a Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (FABICO), os cursos de Arquitetura e Design, Psicologia, Serviço Social e Fonoaudiologia. Durante a manhã, também foi ocupada a Faculdade de Educação (FACED). Este movimento se soma às ocupações do Instituto de Letras e do Campus Litoral Norte da universidade.

O motivo das ocupações é a contrariedade dos estudantes perante os ataques aos direitos sociais feitos pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB), em especial ao Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 55/2016 (antes PEC 241) e contra a Medida Provisória (MP) 746/2016 da Reforma do EnsinoMédio.

Assembleia histórica no IFCH

Em assembleia histórica com presença de quase 300 estudantes, os cursos de Ciências Sociais, Filosofia, História e Políticas Públicas decidiram pela ocupação do IFCH, paralisando já no dia de hoje as aulas. A assembleia contou com a presença de técnicos-administrativos e alguns professores.

Os cursos das áreas humanísticas são um dos mais atingidos pela MP do Ensino Médio, que pretende destruir uma conquista histórica do pós-ditadura, que é a possibilidade de reflexão crítica sobre a sociedade que estas áreas proporcionam. Demostra que os ataques de Temer são tanto no terreno econômico, no político, como no terreno ideológico e cultural.

Agora será importante continuar a ampliação para outros cursos, realizar aulas públicas sobre a MP e a PEC do Fim do Mundo e construir um Comando Unificado com representantes dos cursos para dar procedimento ao movimento.

A valentia da juventude mostra que o Brasil ainda tem jeito! #foraTemer

Ocupa Tudo, UFRGS!