quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Plenária contra a Reforma da Previdência ocorre nesta segunda em Porto Alegre

 Por Alexandre Miorim/PTSul

Plenária conjunta para barrar a Reforma da Previdência será realizada na próxima segunda-feira, na Câmara Municipal de Porto Alegre.

Programado para as 9 horas, o evento deverá reunir trabalhadores, estudantes, representantes de movimentos sociais e entidades da sociedade civil. A atividade é organizada pelas frentes parlamentares que atuam em defesa da Previdência Social no Senado Federal, na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa.

O objetivo da plenária é reunir os diversos setores que têm posição contrária à PEC 287/2016, do Governo Federal, que altera o sistema previdência brasileiro, para debater estratégias e ações conjuntas para tentar impedir a sua aprovação no Congresso Nacional. A matéria é rejeitada por grande parte da sociedade brasileira, centrais sindicais e organizações de trabalhadores rurais e urbanos, em razão dos impactos que causará no direito à aposentadoria.

“A PEC 287 significa o fim da previdência social no Brasil. Trata-se de um duro golpe contra a classe trabalhadora em geral. Este Governo não tem legitimidade para arrasar com um dos direitos mais importantes do trabalhador”, afirma o deputado estadual Altemir Tortelli, que coordena a Frente Gaúcha em Defesa da Previdência Social Rural e Urbana da Assembleia. Segundo ele, se aprovada a PEC, a previdência passa a ser um “sonho inalcançável para o trabalhador, que só conseguirá adquirir o direito quando já estiver com o pé na cova”.

A extinção das aposentadorias especiais para agricultores e professores, o fim da diferença de cinco anos a menos às mulheres e o aumento da idade mínima e do tempo de contribuição estão entre as mudanças mais graves presentes no texto da proposta, conforme Tortelli. “Fizemos grandes lutas e mobilizações para garantir direitos a quem mais precisava na Constituinte. Temos a responsabilidade histórica de barrar esse atentado aos direitos da classe trabalhadora”, comenta o deputado.

A plenária terá a presença do senador Paulo Paim, que preside a Frente Parlamentar Mista da Previdência Social, do Senado Federal, e do deputado federal Elvino Bohn Gass, coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Social Rural da Câmara dos Deputados. Centrais sindicais, federações de trabalhadores, sindicatos classistas, membros do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Amatra) e da Associação Gaúcha dos Advogados Trabalhistas (Agetra), entre outras entidades, participarão do evento.

Fonte: Portal do PTSul

Veja também:
Reforma vai acabar com aposentadoria especial de professores