quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Comunidade sofre com a qualidade da água do DMAE

Foto Sandra Ilibio Braz
Sofia Cavedon recebe denúncia e mostra a qualidade da água do DMAE na Lomba do Sabão

A vereadora Sofia Cavedon (PT) afirmou na tribuna da Câmara Municipal nesta quarta-feira (08),  que “nós compreendemos que Porto Alegre está em uma fase transição de política, mas não podemos admitir que o Dmae não atenda a pedidos da população. Em alguns bairros, desde o Natal até esses primeiros dias de 2017 já foram 36 interrupções de fornecimento de água, que, quando retorna, fica suja por 24 horas, além de estragar os eletrodomésticos em razão da terra que acumula”, apontou.

A vereadora disse que sabe que há mudanças de diretores do Dmae, mas os vereadores precisam que o órgão se manifeste para o Legislativo. “Água é um bem essencial à vida e essa situação de alerta não pode continuar”.

Conforme a comunidade da Lomba do Sabão (divisa entre Porto Alegre e Viamão), que são em torno de quatro mil famílias atingidas, “como a água vem marrom e com muito barro, o consumo aumentou, pois temos que deixar a água correr durante um bom tempo nas torneiras para ficar limpa, quando os canos não estouram ou entopem, devido ao acumulo de terra.”

A vereadora Sofia solicitou providências ao DMAE.