sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Sofia propõe tombamento da Fundação Cultural Piratini


Começou a tramitar na Câmara Municipal de Porto Alegre o projeto de lei protocolado pela vereadora Sofia Cavedon, líder da Bancada do PT, que propõe o Tombamento da Fundação Cultural Piratini como patrimônio cultural e imaterial do Município.

Foto Marta Resing
Conforme a vereadora, o PLL 038/17 busca salvaguardar este patrimônio cultural do Rio Grande e de Porto Alegre, que sofre um processo de extinção sem debate com a sociedade e com forte repressão policial aos movimentos sindicais e sociais que se posicionaram contra o mesmo.

Sofia destaca que a TVE e a FM Cultura, que compõem a Fundação Piratini, fazem parte do patrimônio cultural e da memória afetiva dos porto-alegrenses. “Mesmo no período da Ditadura Militar, da censura, a TVE sempre esteve presente na cobertura de debates e manifestações políticas, sociais e culturais. Os artistas locais sempre tiveram na TVE e na FM Cultura espaços para a divulgação de seu trabalho, seja na área da música, do teatro, do cinema, da dança, das artes visuais e da literatura”, salienta a parlamentar.

Foto Guilherme Santos/Sul21
O sinal da TVE chega, hoje, a mais 6,5 milhões de telespectadores, por meio de 40 antenas repetidoras e sua geradora, localizada em Porto Alegre. Esses números colocam a TVE como a segunda maior emissora de televisão do Rio Grande do Sul.

Já a FM Cultura107.7 Mhz, afirma Sofia, possui uma programação dedicada à cultura, à notícia e à música de qualidade, com reportagens, entrevistas e debates sobre assuntos variados do mundo musical e do jornalismo. Inaugurada em 1989, a rádio tem como principal objetivo oferecer um conteúdo público, produzido de forma plural. Sua audiência é formada por um público heterogêneo e que busca um contraponto ao formato da radiodifusão comercial. Sua programação intensa, voltada para a cultura, fortalece e torna possível a produção e veiculação cultural de nossa cidade.

Foto Guilherme Santos/Sul21
A emissora atinge, atualmente, mais de 6,5 milhões de ouvintes e conta com 42 parcerias no interior. É o maior espaço para divulgação dos artistas locais, adotando uma lógica não comercial na veiculação da produção cultural gaúcha.

Sofia lembra que a programação de ambos os veículos prima pela valorização dos bens constitutivos da nacionalidade brasileira, peculiaridades regionais e do folclore do Estado. “Esse trabalho é orientado pelo Conselho Deliberativo, que auxilia na construção das diretrizes de programação da TVE e FM Cultura, de acordo com os interesses da sociedade. Ele é composto por um grupo de 25 pessoas, sendo 19 representantes de entidades culturais, empresariais e sindicais do Estado, e seis membros eleitos por seu trabalho relevante prestado à sociedade”, enfatiza a vereadora que deseja proteger este patrimônio cultural imaterial de Porto Alegre com o projeto de tombamento da TVE e da FM Cultura.

Veja também:
Projeto de Sofia obriga exibição de TVs públicas em salas de espera