quarta-feira, 1 de março de 2017

Luta pelos direitos da mulher é tema de debate na Câmara

Foto Marta Resing
Dercy Furtado, Télia Negrão e Matilde Cechin debateram com os vereadores e vereadoras

A luta das mulheres pelo direito à saúde, ao trabalho e à participação política foi tema de debate durante o período de Comunicações Temáticas da sessão ordinária desta quarta-feira (1º/3), no plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre. O debate contou com a participação de três mulheres engajadas na luta por reconhecimento de direitos iguais.

“A mulher é uma vencedora, a que mais trabalha e mais produz para o nosso país”, disse a ex-vereadora e ex-deputada Dercy Furtado, ao iniciar a discussão sobre a importância do assunto na Câmara. "O vereador é que vê a dor do povo", afirmou. Dercy falou sobre como adotou medidas que implicaram na mudança de códigos civis ultrapassados numa época em que a mulher tinha muito menos direitos estabelecidos do que hoje. Contou que ela foi responsável por assegurar que a mulher não sofresse demissão por estar grávida e, também, por mudar o Código Civil, que permitia a "devolução" pelo marido da mulher que já tivesse tido relações com outro homem. “É olhar para trás e ver o que foi feito de bom”, disse.

Foto Josiele Silva/CMPA
A jornalista Télia Negrão, representando a socióloga Enid Backes, afirmou ser uma emoção muito grande representar a colega de luta que atuou em inúmeros movimentos sociais no Rio Grande do Sul. Contou sobre a história de Enid, militante na rede feminista de saúde, que participou em eventos que articularam a forma da participação social da mulher, tendo, entre suas maiores preocupações, a responsabilidade com o planeta. “É uma daquelas pessoas que é capaz de olhar para uma flor e falar sobre ela por horas. Como cada micro-organismo merece ser respeitado.” Segundo Télia, Enid, viúva e com filhos, desafiava a ordem estabelecida de um tempo em que a mulher não tinha direitos garantidos. Mesmo com seu emprego em jogo, Enid foi à frente pelas ruas fazendo a luta das mulheres pela democracia no Brasil. “Nós sabemos que a democracia é o lado certo da história, e, neste momento do país, no dia 8 de março é importante ressaltar os direitos para manutenção de um conjunto de políticas. É necessário que sejam garantidos o direito e a democracia das mulheres”, falou.

Também falando sobre o tema, a professora Matilde Cechin usou o espaço para criticar a falta de creches. De acordo com ela, no mundo de excluídos, emergiu a multidão de mulheres desprovidas de tudo, dos seus direitos mais elementares, como as creches.  Ela alertou que, neste Mês Internacional da Mulher, é preciso olhar mais para a questão da exclusão de massas sem direito ao mínimo de necessidades básicas.

Foto Marta Resing
A vereadora Sofia Cavedon (PT), Procuradora da Mulher na Casa Legislativa, se disse honrada com a presença de três mulheres que lutam pelos direitos. Sofia falou sobre o projeto Memorial da Mulher, apresentado na Casa, quando estavam planejando o mês de março.  "Este mês não será um mês de flores, porque as mulheres estão organizadas no mundo inteiro para chamar a atenção para a luta das mulheres. O direito da vida das mulheres", disse.

Confira o calendário no mês de lutas das Mulheres

08/03
13h30 – Descerramento das fotos de Lourdes Sprenger e Séfora Mota, no painel de ex-vereadores e vereadoras da Câmara;
14h - Quarta Temática - Homenagem as funcionárias da Casa Legislativa e a todas as mulheres;
17h - Lançamento do curta Enid Backes do Projeto Memorial das Mulheres RS com debate;

10/03 - Mulheres que Inspiram (apresentações artísticas e culturais), no Teatro Glênio Peres;

15/03
14h - Quarta Temática - Mulheres e o Trabalho;
17h – Lançamento do curta Derci Furtado do Projeto Memorial das Mulheres RS com debate

17/03
17h - Sessão Solene Entrega Título de Cidadã de Porto Alegre à Jussara Prá, professora e pesquisadora feminista (UFRGS);

22/03  
14h - Quarta Temática sobre Violência Contra Mulher e exposição Patrulha Maria da Penha;
17h - Lançamento do curta  MatildeCechin do Projeto Memorial das Mulheres RS com  debate;

29/03
14h - Quarta Temática sobre Mulheres e Saúde;

Programação 2º Seminário Nacional sobre Educação e Gênero, no Plenário Otávio Rocha

30/03 – Quinta-Feira
17h30 - Acolhimento e Inscrição nas Mesas Temáticas
19h – Abertura: Vereadora e Procuradora Especial da Mulher Sofia Cavedon, vereadoras Fernanda Melchionna, Mônica Leal, Comandante Nádia e Vera Dayse, presidenta Conselho Municipal da Mulher PoA.
Conferência: Políticas Públicas para o Direito e a Vida das Mulheres e Meninas
Palestrante: Dilma Rousseff - Economista e Primeira Mulher Eleita Presidenta da República.

31/03 – Sexta- Feira
8h30 - Acolhimento e Inscrição nas Mesas Temáticas
9h- Conferência: Da Educação Não Sexista à Pedagogia Feminista
10h às 12h -  Mesas Temáticas:
- Práticas Educativas Emancipatórias das Mulheres e Meninas
Mediadoras:
•    Professora Maria da Graça Gomes Paiva
•    Camila Tomazzoni Marcarini
•    Vanessa Gil
•    Rita de Cássia Machado
14h
- Desconstruindo Mitos e Estereótipos
Palestrantes:
•    Clara Glock, Mídia e Educação
•    Deise Benedito

Fonte: Portal da CMPA.