sexta-feira, 7 de abril de 2017

Neste Domingo PED Municipal - Muda PT - Por uma Esquerda Democrática e Socialista

O Mandato da vereadora Sofia Cavedon convida para este Domingo - Votação para PED Municipal - Por uma Mudança de Verdade!

Saiba onde votar no domingo

Muda PT – Por uma Esquerda Democrática e Socialista

Neste domingo – 09 de abril – estaremos renovando as Direções Municipais e Zonais (nos municípios onde houver essa divisão),  e escolheremos os e as delegados e delegadas estaduais que participarão do 6º Congresso Nacional do Partido.

Os Congressos Estaduais acontecerão nos dias 5, 6 e 7 de maio simultaneamente em todo o país, e o 6º Congresso Nacional acontece em 1º, 2 e 3 de junho.

Para todas estas tarefas devemos buscar no debate do PED e do 6º congresso em suas etapas estadual e nacional, aprovar resoluções que realmente mudem o PT com uma nova direção, organização, programa e estratégia democrática e socialista que esteja à altura dos desafios da conjuntura e das transformações necessárias na sociedade brasileira.

Neste sentido, pedimos o voto da militância, dos filiados e filiadas do Partido nas nossas propostas e na Chapa ao Diretório Municipal “Muda PT – Por uma Esquerda Democrática e Socialista” e na Chapa de delegados e delegadas ao congresso estadual “Por uma Esquerda Democrática e Socialista – Muda PT”

- Por uma nova política de alianças - formação de uma maioria social, política e eleitoral que sustente nossa estratégia deve estar ancorada em um programa democrático e popular, com propostas de transição ao socialismo e com políticas públicas universais na saúde e educação, políticas populares nas áreas da habitação, cultura entre outras e na economia propostas de terra, trabalho e renda.

- Por uma Frente de Esquerda  no campo das forças progressistas - O PT e sua militância devem participar e somar esforços para um intenso processo de mobilização social de construção de uma frente de esquerda ampla e de um programa capaz de mobilizar os anseios populares e gerar um novo patamar de acúmulo de forças progressistas.

- Conta a corrupção - O PT denunciará a campanha de criminalização da qual ele e toda a esquerda são vítimas. Fará autocrítica da utilização intensiva do financiamento empresarial das eleições e dos partidos - tema sobre o qual já fixou posição de renúncia incondicional a qualquer financiamento empresarial. Não reconhecemos os julgamentos ilegais e acusações não-factuais promovidas pela operação “lava-jato”. Ao mesmo tempo, não compactua com atitudes individuais de qualquer dos seus filiados comprovadamente envolvidos em crimes de corrupção, a quem cabe, portanto, sua própria defesa.
- Pela aplicabilidade automática do afastamento cautelar de filiados envolvidos em denúncias que exponham publicamente o Partido diante da sua alta repercussão.
- Pela expulsão de filiados notadamente envolvidos em corrupção e enriquecimento ilícito ou imoral.

- Finanças transparentes - O PT deve recuperar o caráter militante de sua política de finanças, de modo a ampliar sua fonte própria de recursos financeiros para além dos obtidos através do Estado (Fundo Partidário e contribuições de detentores de mandatos, gestores (as) e assessorias), bem como manter a determinação de estrito cumprimento de vedação ao recebimento de recursos de empresas. As finanças serão conduzidas com transparência.

Leia aqui a íntegra da tese - Muda PT – Por uma Esquerda Democrática e Socialista