terça-feira, 11 de abril de 2017

Sofia visita ocupação dos alun@s da Uergs

Em visita à Uergs, a evidência de que as salas ociosas do espaço que ainda estava disponível à CEEE, agora precisa acolher o crescimento desta Universidade! Que importante ver que as novas engenharias, gestão pública e cursos de extensão estão respondendo às demandas da comunidade! O curso de inglês ainda não começou por falta de salas! Sofia Cavedon que visitou a ocupação nesta terça-feira (11).

Por iniciativa de Sofia a Câmara Municipal de Porto Alegre realizará, na quarta-feira – dia 26 de abril, às 14h, a Quarta Temática sobre a Uergs.

Movimento

Foto DCE/Uergs
A ocupação do prédio 11 do Campus Central da universidade, na Av. Bento Gonçalves, ocorreu frente a uma série de reivindicações dos alunos da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs).

 A principal reivindicação é a liberação do local para aulas. Em um acordo firmado em 2013, o prédio foi concedido pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) para uso exclusivo da universidade. Conforme o contrato, a universidade teria liberação do espaço durante 30 anos, mediante pagamento de R$ 180 mil mensais para a companhia. O valor, contudo, parou de ser repassado no ano de 2015 pelo governo José Ivo Sartori (PMDB). Com isso, alunos estão sendo prejudicados pela falta de local para as aulas.

Os estudantes, após decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul garantiu aos alunos o direito de utilização das salas do prédio 11, estão aguardando reunião para estabelecer um calendário em benefício das duas instituições.