segunda-feira, 8 de maio de 2017

6º CONGRESSO - PT encerra Congresso e elege Pepe Vargas presidente

Foto Vanessa Vargas
O Congresso Estadual Maria Leticia Lula da Silva, realizado pelo PTRS, se encerrou no final da tarde deste domingo (7), elegendo o deputado federal Pepe Vargas para presidir a sigla de junho deste ano até metade de 2019.

Pepe fez 55,88% dos 578 votos válidos, o necessário para evitar o segundo turno. Vanazzi, atual presidente do Partido, foi o segundo mais votado (34,95%), seguido de Ivar Pavan (9,27%). Pepe elogiou a gestão de Vanazzi e disse que quer aprofundar as relações com a base, com objetivo de ampliar a participação da militância na condução do Partido e na construção de um projeto potente para disputar as eleições de 2018 em nível estadual.

O presidente eleito afirmou que o PT gaúcho vai disputar em nível nacional para que o partido se volte novamente para os trabalhadores. Garantiu, também, que o PT será protagonista na luta contra as reformas Trabalhista e da Previdência e, aqui no RS, vai confrontar o projeto neoliberal do Governo Sartori, no sentido de evitar o sucaeamento do Estado, a venda do patrimônio e o aviltamento do funcionalismo.

O PTRS reuniu cerca de 600 delegados eleitos nos PEDs municipais, realizados no início de abril, e outros 200 convidados e militantes. Durante o sábado e parte de domingo, os petistas debateram conjuntura, teses apresentadas pelas chapas e resoluções a serem encaminhadas pelos delegados gaúchos ao Congresso nacional do PT, que ocorre no início de junho em São Paulo.

Dilma ovacionada

No final da manhã, a militância lotava o auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa e recebeu a presidenta Dilma Rousseff. Ovacionada ao som dos já tradicionais "Volta Dilma" e "Dilma guerreira da pátria brasileira", ela tirou fotos, fez selfies, deu autógrafos e uma verdadeira aula de conjuntura nacional e internacional, que durou 50 minutos.

Voltou a falar do golpe que sofreu no ano passado que, além do caráter político, foi um ato de misoginia. Dilma encerrou sua fala advertindo, mais uma vez, que o golpe ainda não acabou e pediu à militância para que se mantenha mobilizada para garantir as eleições de Lula em 2018.

Fonte: Portal do PTSul