terça-feira, 23 de maio de 2017

Direção de escola na Cruzeiro relata à Cece falta de diálogo da Smed e problemas estruturais

Lúcia Martins, diretora da escola, disse que escola é “refúgio” da comunidade contra a violência e o tráfico

Na tarde desta terça-feira (23/5), a Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre, que a vereadora Sofia Cavedon (PT) integra,visitou a Escola Municipal de Ensino Fundamental Vereador Martim Aranha, que fica na Vila Cruzeiro do Sul, no Bairro Santa Teresa, zona Sul da Capital. Durante a visita, os parlamentares ouviram queixas da direção e professores sobre os problemas estruturais da instituição e a falta de diálogo junto à secretaria municipal de Educação (Smed).

Foto Ederson Nunes/CMPA
Ao receber os vereadores, a diretora da escola, Lúcia Regina Possebon Martins, explicou que a escola é um dos poucos “refúgios” da comunidade, assolada pela violência e pelo tráfico de drogas. Em seguida, ela expôs as dificuldades que a instituição enfrenta no cotidiano. “Nosso maior problema é a falta de recursos humanos.  Atualmente, temos 200 horas/aula ociosas, o que prejudica o pleno atendimento aos alunos”, afirmou.

Lúcia relatou também que a instituição sofre com invasões e depredações, frutos da falta de segurança no local. “Temos guardas apenas na parte da noite. Foram colocadas algumas câmeras, mas a direção não foi qualificada para explorar o recurso e elas não substituem o material humano”, ressaltou. Segundo a diretora, há também complicações na rede elétrica e infiltrações, além de o esgoto estar constantemente entupido. “Nossa internet ainda é via rádio, e a sala de informática é totalmente precária”, completou a diretora, entregando ao presidente da Cece, vereador Tarciso Flecha Negra (PSD), um relatório com as demandas citadas.

Dificuldades

Para o professor de Filosofia e Educação Ambiental Vicente Medaglia, que leciona há cerca de três anos na escola, o governo municipal induz ao desmonte da educação no município. “O fim das reuniões pedagógicas imposto pela Secretaria acarreta no isolamento dos professores e no fim de um planejamento voltado ao vínculo do aluno com o professor, que é fundamental para o desenvolvimento do estudante”, declarou ele. O educador aponta ainda que a uma rede bem construída, com professores valorizados, é fundamental para a boa formação escolar.

Foto Ederson Nunes/CMPA
Após o encontro, os parlamentares da Cece foram até o ginásio de esportes da instituição, que também se encontra em más condições, com parquês soltos, teto esburacado e equipamento esportivo comprometido. Eles também acompanharam uma apresentação de dança feita pelos alunos durante o intervalo da aula.

Ao final, a Comissão se comprometeu de levar as demandas apresentadas até a Smed.

Fonte: Portal da CMPA