segunda-feira, 15 de maio de 2017

Escola fechada mostra a indignação de Pais e Mães com as mudanças nas rotinas das Escolas Municipais

Foto Douglas Z. Benzi
Em mais uma demonstração de indignação pela falta de diálogo e desrespeito com a comunidade escolar, pais e mães de estudantes fecharam na manhã desta segunda-feira (15) a entrada da EMEF Monte Cristo, localizada na Vila Nova, Zona Sul da capital.

“O protesto é para que o Prefeito veja que pais e mães não aceitam a alteração da rotina escolar definida conjuntamente no ano passado, pois as novas medidas não atendem as suas necessidades”, diz a vereadora Sofia Cavedon (PT), membro da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Porto Alegre.

Silvana Rodrigues, mãe de duas alunas da Escola, afirma “o prefeito não nos ouve”. Conforme ela, a comunidade é contra as mudanças enviadas por decreto. “Temos vários projetos em turno inverso, com atividades que tiram as crianças das ruas, lembrando que aqui é uma área de risco, com pouca segurança e o Prefeito quer que sejam cumpridas quatro horas e os alunos sejam liberados. Para onde eles irão?", questiona Silvana.

A EMEF Monte Cristo, que suspendeu as aulas de hoje, tem em torno de 1.500 alunos/as com atividades nos três turnos.

Audiência no MP

Articulada pela vereadora Sofia, haverá nesta terça-feira – 16 – audiência no Ministério Público do Estado, entre a Comissão de Diretores/as e Pais/Mães com a Dra. Daniele Bolzan, Promotora de Educação do MP. A Comissão quer apresentar uma contraproposta ao decreto do Prefeito, que não os recebe.  O encontro será às 10h, na sede do Ministério Público - Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80/5º Andar - Praia de Belas.

A Comissão esteve reunida na Câmara Municipal na última sexta-feira (12) com um grupo de 14 vereadores/as de vários partidos, quando apresentaram o documento e solicitaram apoio para conseguir uma reunião com o Prefeito Marchezan.

Assista a manifestação na EMEF Monte Cristo: