quarta-feira, 28 de junho de 2017

Governo Marchezan anuncia parcelamento de salários de servidores que recebem acima de R$ 10,6 mil

Foto Marta Resing
No mesmo tempo em que liberava sua base para derrubar o veto que permitirá os supersalários, o governo tucano de Junior anunciava o parcelamento dos salários dos e das municipárias.*Grifo do Blog.

Da Redação Sul21

Em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (28) pelo secretário da Fazenda, Leonardo Busatto, a Prefeitura de Porto Alegre anunciou que irá parcelar o salário dos servidores municipais ativos e inativos que recebem acima de R$ 10,6 mil líquidos. Segundo Busatto, 29,9 mil servidores (95% do total) receberão seus salários na íntegra nesta sexta-feira (30), último dia útil do mês. Os demais, 1,6 mil, receberão o restante até o dia 4 de julho. A exceção é feita para os trabalhadores das empresas e autarquias municipais – como EPTC, Carris, Procempa, DMAE, etc. -, bem como do Previmpa, que receberão seus salários na íntegra.

A Fazenda explica que o parcelamento ocorre em razão de a Prefeitura fechar o mês de junho com receita líquida de R$ 238,5 milhões para uma despesa de R$ 295,8 milhões – R$ 138 milhões referentes à folha de pagamento -, o que representa um déficit na casa dos R$ 66 milhões. Marchezan vinha anunciando já há alguns meses a possibilidade de parcelamento dos salários, mas alega que a situação se agravou e deve se agravar ainda mais a partir de julho em razão do exaurimento de recursos extraordinários, como o pagamento do IPTU, e que agora contará apenas com os ingressos mensais de tributos.

Segundo Busatto, essa situação e as dificuldades financeiras da Prefeitura devem perdurar pelo menos até janeiro de 2018.

Fonte: Portal Sul21.

Veja também:
Câmara derruba veto ao teto de servidores municipais da capital