quarta-feira, 12 de julho de 2017

É muito mais que uma Secretaria - Por Sofia Cavedon*

Artigo publicado na edição impressa do Jornal do Comércio desta quarta-feira (12).

Desde o anúncio, pela gestão municipal, da redução de Secretarias, entendemos que era necessária para potencializar recursos e melhorar a atuação da Prefeitura, corrigindo distorções criadas ao longo do tempo. No entanto a proposta do Prefeito atingiu uma Secretaria que com recursos modestos montou uma grande teia social de prática de esportes, vivências de lazer e recreação na cidade.

Através da Frente Parlamentar em Defesa do Direito Social ao Esporte, Lazer e Recreação passamos a ouvir professores/as e usuários/as, conhecer os espaços e a falta deles, saindo da invisibilidade um trabalho empolgante, envolvente, competente e entusiasmado, cuja gestão compartilhada supera a falta de recursos em manutenção e investimentos em estrutura física para práticas corporais.

Uma secretaria que acolhe demandas da infância à terceira idade, das pessoas com deficiência ao enfrentamento da discriminação. Uma secretaria que tira as pessoas do isolamento, da depressão, da doença; que tira as praças do abandono, da escuridão e da violência; que oportuniza as melhores técnicas de esportes, danças, culturas corporais, lutas, jogos, acessíveis somente a sócios de clubes ou pagantes de academias. Secretaria que dá oportunidade de estágio a estudantes de Educação Física, Fisioterapia e Dança, fonte de investigação e reflexão formadoras de novos profissionais. Tudo isso com menos de 0,33% da receita da Prefeitura!

Então, o que justifica extinguir sua estrutura e autonomia? Colocá-la junto com seis outras secretarias com políticas tão diversas?

As consequências sim, já se fazem sentir: eventos cancelados, espaços fechados por falta de manutenção, ausência de planejamento de ações, consertos, de respostas pela perda de autonomia e orçamento que garantiam a construção de políticas específicas, a busca de patrocínios e parcerias, de maneira ágil e desburocratizada.

Reconsidera prefeito! Mostra a capacidade de escuta e respeito por quem faz da cidade o lugar da cidadania e da felicidade!

* Vereadora do PT em Porto Alegre e Frente Parlamentar em Defesa do Direito Social ao Esporte, Lazer e Recreação da Câmara Municipal.

10 de julho de 2017.