sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Simpa marca Assembleia Geral e solicita Audiência Pública

Próxima assembleia do SIMPA será dia 11 de agosto, às 18h, na Casa do Gaúcho.

O Conselho de Representantes (CORES) do SIMPA marcou a próxima assembleia geral da categoria, em reunião na quarta (2/8). Será no dia 11 de agosto, às 18h, na Casa do Gaúcho. A decisão tomada ontem à noite, em reunião do CORES SIMPA, seria no dia 10, mas em virtude de não haver disponibilidade de local a direção transferiu para o dia 11. No dia 9/8, terá nova reunião do CORES, às 18h, no SIMPA.

O último ato dos municipários, dia 1/8, reuniu milhares de pessoas no Paço Municipal, indignadas com o pacote de projetos enviado pelo prefeito à Câmara de Vereadores/as, que altera o Plano de Carreira, com a falta de negociação a respeito da reposição da inflação da categoria e com a destruição dos serviços da cidade.

Audiência Pública 

O SIMPA também solicitou Audiência Pública para discutir projetos que alteram Estatuto dos Servidores

A direção do SIMPA encaminhou ofício à Mesa Diretora da Câmara de Vereador@s de Porto Alegre solicitando a realização de Audiência Pública para discutir o pacote de projetos do Executivo que tratam de alterações no Estatuto dos Servidores Públicos Municipais, principalmente o PLC 11/17 e os Projetos de Emenda à Lei Orgânica 07 e 08/17.

A iniciativa quer sensibilizar os vereadores e vereadoras e a comunidade sobre os impactos negativos que as medidas propostas pelo prefeito Marchezan Jr. representam para os servidores e para os serviços públicos também.

Entre as propostas, está a instituição do parcelamento dos salários e do 13º, a extinção da Licença Prêmio Assiduidade, a limitação do Regime Especial de Trabalho a um ano (sem vantagens) e a mudança do triênio para quinquênio (passando o percentual para 3%). Os projetos representam cortes drásticos na remuneração dos municipários, que ainda nem tiveram a reposição da inflação do período (4,08% – IPCA).

Com uma gestão que já passou dos seis meses, Marchezan Jr. intensifica medidas que precarizam o serviço público na Capital sem apontar políticas que beneficiem a população da cidade.

Audiência sobre projeto que privatiza o saneamento

Outra Audiência Pública, específica sobre o Projeto de Emenda à Lei Orgânica 010/17, que trata do saneamento e infraestrutura, também foi solicitada pelo SIMPA. A medida abre portas para a privatização dos serviços do DMAE/DEP.

Fonte: Portal do Simpa.

Leia também: Protesto contra políticas de Marchezan reúne milhares de servidores em frente à Prefeitura