quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Para outro mundo possível, outra luta é necessária – Por Sofia Cavedon

A história do Brasil não será escrita por uns poucos encobertos por togas e cerimoniais -  é o recado que a enorme mobilização social que se concentrou em Porto Alegre deu aos que tentam manter o golpe inviabilizando a candidatura de Lula.

Impedir a manifestação soberana da cidadania que vem se ampliando e exigindo mais justiça e equidade no país, é a principal razão da sua condenação sem provas, como foi a deposição da presidenta Dilma sem crime! Porém, mesmo com a cumplicidade da mídia que garante a versão dos golpistas, a percepção de que se trata de um período de iniciativas de reformas e privatizações para a preservação de interesses e privilégios de classe em detrimento dos direitos da imensa maioria, começa a se ampliar.

Esta condenação encerra de vez, assim espero, a ilusão de que há compromisso das elites brasileiras com a democracia. A ilusão de que é possível através da aliança de classes enfrentar o grande déficit social e superar a violência que assassina milhares de  jovens pobres negros todo o ano.

Foto Carlos Latuff/Divulgação
As lideranças populares e sindicais, partidos e movimentos que se manifestam de maneira unitária na defesa do direito de Lula ser candidato, tem a tarefa irrefutável de seguir provocando reflexão e ações junto à população  sobre sua soberania e necessidade de luta, pois  contra a usurpação da democracia, só a rebeldia da massa!

A coragem de um retirante nordestino, trabalhador metalúrgico, de empatia e inteligência, construído na luta e na responsabilidade coletiva, atingido pelo preconceito e ódio de classe, aviltado por deboche  e  desrespeito, mentiras e insultos de toda a ordem, que marcou definitivamente o destino do povo brasileiro com sua  sensibilidade para a fome, sua prioridade para a educação, sua determinação de reparação social, deve nos animar e fortalecer. Mas, principalmente a aposta no empoderamento popular, onde o grande  vitorioso seja o sujeito coletivo que nunca mais delegue seu poder de voz, voto e decisão a um sistema que o distorce e o ignora e sim mude esse sistema para construir uma verdadeira e justa nação!

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

23 de Janeiro - Em Defesa da Democracia e pelo Direito de Lula ser Candidato!

Confira a programação desta terça, 23, da Jornada em Defesa de Lula que terá Encontro de Mulheres, Tenda Cultural, Ato Político na Esquina Democrática COM A PRESENÇA DE LULA e Caminhada até o Acampamento Por do Sol para a Vigília pela Democracia.

#ComLulaEmPoA

Lula, Porto Alegre e a Democracia – Por Sofia Cavedon

Foto Marta Resing
Artigo publicado no Jornal do Centro (Porto Alegre) - Edição Janeiro/2018

Coube mais uma vez a Porto Alegre ser o cenário onde a história da democracia brasileira será testada. 

O líder das pesquisas de  intenção de voto para a presidência da república, no ano eleitoral que se inicia, será julgado aqui, na capital inspiradora e acolhedora de quatro edições do Fórum Social Mundial, na cidade da mais larga e densa experiência de participação direta da população nas decisões públicas, na terra onde vive a Presidenta do Brasil deposta por maioria parlamentar, em controverso e contestado processo conduzido por partidos inconformados com sua reeleição, apoiados pelas elites econômicas e midiáticas.

Porto Alegre - que experimenta e enfrenta pela primeira vez um gestor representante do estado mínimo, das privatizações e terceirizações que, mesmo de resultado eleitoral inferior aos votos brancos, nulos e abstenções, se arvora condutor “das mudanças necessárias que só as elites econômicas, midiáticas e políticas poderão realizar” desprezando a participação direta da população, tentando deslegitimar o Orçamento Participativo  que já extinguiu – será palco  de um processo jurídico extraordinariamente célebre, indiscutivelmente inconsistente em suas acusações e claramente direcionado a impedir que o ex-presidente Lula concorra e interrompa no Brasil o projeto que aquelas elites tentam impor.

Foto Facebook
O povo que resiste à imposição do projeto das elites golpistas, que está sendo atingido por ele, se manifesta no crescimento de Lula nas pesquisas e isso incomoda e põe em risco os objetivos do projeto ainda não concluso.

Quando dizemos que sem Lula a eleição é fraude, invocamos princípios constitucionais como o da soberania popular, o do direito à defesa, da presunção de inocência, dos direitos civis, dos direitos humanos -  todos desrespeitados no retrocesso democrático em curso!

Pois que a força da história de alargamento democrático que Porto Alegre viveu, convoque todos que acreditam que só a democracia constrói justiça e igualdade, a marcharem por ela, a garantirem o direito de Lula ser candidato e de vivemos eleições livres e soberanas! #OcupaPortoAlegre.

#ComLulaEmPoA
Confira a programação desta Segunda, 23.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Piscina do Cecopam abre na semana que entra!

Foto Gabinete
Mandato de Sofia Cavedon acompanhou o processo e o assessor José Carlos Porto esteve presente na visita do Governo ao Centro.

Após a visita vereadora Sofia Cavedon (PT) no dia 05 de janeiro, que junto com a Comissão de Usuárias denunciou na imprensa e articulou reunião com o Governo Municipal, a piscina do Centro de Comunidade Parque Madepinho - Cecopam - abre na próxima semana.

É uma uma vitória da comunidade que se uniu e com parceria conquistou a reabertura, afirma Sofia Cavedon. Em 45 anos essa seria a primeira vez que a piscina do Cecopam não abriria.

A data de abertura está marcada para a próxima quinta (25), mas talvez seja possível antecipar em um dia a previsão conforme afirmou o prefeito em exercício, após visita ao Centro.
Foto José Carlos Porto

Veja como participar das atividades: 

– A partir da próxima semana, o Cecopam voltará a oferecer aulas de hidroginástica, natação e banho livre.
– Para se inscrever é preciso levar documento de identificação e uma foto 3x4.
– Quem já faz parte do Centro basta apresentar a carteira já existente.
– Todo o participante deve frequentar a oficina de saúde.
– A partir da reabertura, na próxima quinta-feira, piscina do Cecopam ficará aberta de terça a domingo, das 9h até 18h.
– Informações pelo fone: 3241-0666.

Veja também: 
Piscina do Cecopam deverá abrir ainda em janeiro - Conquista das usuárias!

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Piscina do Cecopam deverá abrir ainda em janeiro - Conquista das usuárias!

Foto Marta Resing
Após a visita da vereadora Sofia Cavedon (PT), pisicina do Cecopam deverá abrir ainda em janeiro

No dia 05 de janeiro a vereadora Sofia foi chamada pela Comissão de Usuárias do Centro de Comunidade Parque Madepinho - Cecopam,  no bairro Cavalhada, quando foi informada que a piscina do Centro não abriria neste verão de 2018. A parlamentar denunciou na imprensa e articulou reunião da Comissão de Usuárias com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte, que já busca uma solução para reverter a situação.

Foto Marta Resing
Depois da reunião com a secretária Denise Russo, que tomou conhecimento de uma emenda de Sofia aprovada no valor de R$ 400 mil para a manutenção das piscinas públicas de Porto Alegre, o prefeito em exercicío Gustavo Paim visitou o local e prometeu ainda para janeiro a reabertura da piscina do Cecopam.

Veja também:
- Piscinas fechadas - Recursos de Emenda surpreendeu Secretária
- Piscina fechada - Usuárias/os do Cecopam não se conformam

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

#ComLulaemPoA

Sofia Cavedon convida todas e todos para estar em 
Porto Alegre na defesa pela Democracia e 
pelo direito de Lula ser candidato!

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

PL da Guarda Municipal - Nota da Bancada de Oposição

Bancada de Oposição questiona legalidade de processo de votação na CCJ do PL da Guarda Municipal  

A Bancada de Oposição - PT e PSOL - na Câmara Municipal de Porto Alegre, em ofício assinado pelas vereadoras Sofia Cavedon (PT) e Fernanda Melchionna (PSOL) e o líder da Oposição, vereador Marcelo Sgarbossa (PT), questionam o presidente da Casa Legislativa sobre a legalidade do processo, à guiza de votação, da Redação Final do PLCE nº 06/17, que dispõe sobre a atividade de fiscalização das infrações administrativas no âmbito do Município de Porto Alegre, altera as atribuições da Guarda Municipal e dá outras providências.

A informação veio através do vereador Adeli Sell (PT),  membro da CCJ, que em ofício ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça aponta a irregularidade de chamar os membros que a compunham em 2017 para assinar a Redação Final do PLCE. 

Tanto o documento da Oposição como de Adeli enfatizam "que a Câmara Municipal se encontra em recesso, conforme o art. 51 da Lei Orgânica do Município, e consideramos ilegal a referida  a Comissão  aprovar redações finais, mesmo que geradas com data anterior ao recesso, uma vez que a data da prática do ato de votação é o que norteia qual a composição da Comissão deve ser a responsável pela aprovação das redações".

É destacada ainda nos ofícios que "uma vez encerrado o ano legislativo anterior, e com este o mandato das Comissões, somente  ocorram com a nova composição da Comissão, e no início do ano legislativo de 2018, no próximo dia 1º de fevereiro, sob pena de absoluta nulidade dos atos praticados."

Piscinas fechadas - Recursos de Emenda surpreendeu Secretária

Foto Sandra Ilíbio Braz
Em audiência nesta sexta, 05, com a vereadora Sofia Cavedon e uma comissão de Usuárias do Cecopam, a secretária municipal de Desenvolvimento Social e Esporte (SMDSE), Denise Ries Russo, surpreendeu-se com a informação de que uma emenda no valor de 400 mil reais havia sido aprovada para manutenção das piscinas comunitárias da capital.

Sofia cavedon, autora da emenda, sugeriu no encontro que o governo adite o contrato de oficineiros, segurança, vestiário e produtos químicos usando os recursos que ainda existem na emenda, para mais as piscinas  do Cecopam e Cegeb, que estão na lista para não abrir.

A secretária afirmou as lideranças comunitárias e usuárias do Centro que irá encaminhar ao governo uma reavaliação da situação.

Veja também:
Piscina fechada - Usuárias/os do Cecopam não se conformam
- Veja aqui a emenda aprovada.

Piscina fechada - Usuárias/os do Cecopam não se conformam

Foto Marta Resing
Em visita na manhã desta sexta-feira, 05, ao Cecopam - Centro de Comunidade Parque Madepinho - Sofia Cavedon, vereadora integrante da Comissão de Educação e Esporte da Câmara de Porto Alegre, reuniu-se com a Comissão de Usuárias e Usuários de Centro que reivindicam a abertura para banho e recreação da piscina pública que atende a toda a comunidade do entorno.

 A comunidade está inconformada com a situação e se considera discriminada pela gestão municipal já que a alegação para a não abertura das piscinas é a contenção de despesas. No orçamento para 2018 foi aprovada uma Emenda de Sofia destinando R$ 400 mil para a manutenção das piscinas...
Foto Marta Resing
A comunidade está inconformada com a situação e

Sofia Cavedon conseguiu agenda ainda para esta tarde (15h) para que a Comissão fale com a secretária municipal de Desenvolvimento Social e Esporte (SMDSE).





 Assista as manifestações:

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

As escolhas de Marchezan fazem mal à cidade de Porto Alegre

Foto Marta Resing
Prefeito Marchezan prefere reprimir manifestações dos Movimentos Sociais a investir em políticas públicas... as escolhas do prefeito estão fazendo mal a cidade de Porto Alegre, está trazendo prejuízos a toda população...

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Saint Hilaire, na Lomba do Pinheiro, foi assaltada por falta de Guarda Municipal à noite e nos finais de semana...


Assista a manifestação de Sofia Cavedon que visitou 
a Escola no início da tarde desta quinta, 04.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Abandono do CEU, na Lomba, foi denunciado hoje em dois Ministérios Públicos

Foto Sofia Cavedon
No sábado, dia 30 de dezembro, Sofia Cavedon e diversas lideranças do bairro visitaram o CEU. (Veja vídeo abaixo)

O abandono e degradação do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) no bairro Lomba do Pinheiro, Zona Leste de Porto Alegre, foi denunciado nesta quarta-feira,03, no Ministério Público Federal e no Ministério Público de Contas do RS.

Foto Sandra Ilíbio Braz
Lideranças da região e a vereadora Sofia Cavedon (PT) protocolaram a denúncia no Ministério Público de Contas do RS quando tiveram audiência com o Procurador-Geral Dr. Geraldo Costa Da Camino, que irá analisar s documentos entregues, e no Ministério Público da União, onde foram reuniram-se com o técnico do MPU, Luiz Carlos da Silva.

Foto Sandra Ilíbio Braz
Conforme Sofia Cavedon, vereadora integrante da Comissão de Educação e Esportes da Câmara Municipal de Porto Alegre, a preocupação com a situação do CEU é com o total abandono da gestão municipal provocando a depredação do local. “Tudo que foi possível retirar, foi retirado. Vaso sanitário, todos os investimentos de acabamento, esquadrias, tudo foi retirado, tudo material caro. Só ficou o grosso, o material bruto. Tive vontade de chorar quando soube disso”, diz. “É um prejuízo material, mas também é um prejuízo de direitos. Aquele lugar era para estar funcionando a pleno, com oferta de esportes e cultura para a comunidade. Mais de 2,2 milhões de recursos federais já foram empregados na obra”, enfatiza a vereadora. Para Sofia o abandono da obra se agravou no último ano com a extinção da Secretaria Municipal de Esportes e sua aglutinação em um Departamento, hoje também sem direção, e a retirada da segurança do local.

Foto Sofia Cavedon
Com contrapartida da Prefeitura de cerca de R$ 360 mil e contrapartida da Caixa Econômica Federal de mais de R$ 500 mil para finalizar o Centro, o CEU, por uma resolução federal, deve ser finalizado até 2018. Caso contrário, a Prefeitura terá que devolver a quantia investida pela Caixa, cerca de R$ 2,2 milhões.

Conforme Vosmar Nascimento Viana, líder comunitário e coordenador do Fórum de Segurança da Lomba do Pinheiro, com a estrutura parcialmente construída, o CEU é um espaço criado para atividades de esporte, cultura e lazer da comunidade. As obras iniciaram em 2013 e estavam previstas para terminarem em junho de 2016. Entretanto, em dezembro de 2015 a empresa parou a construção, alegando que não estava recebendo os pagamentos. Os recursos provêm da Caixa Econômica Federal, que exige contrapartida da Prefeitura para repassar os valores. Conforme o contrato, a Caixa é responsável pela construção do Centro e o município pela área no entorno. Se a Prefeitura não realiza as benfeitorias, o banco não paga a empresa.

Foto Sofia Cavedon
A atual administração municipal em março de 2017 rompeu o contrato. Em audiência, solicitada pela vereadora Sofia, na Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre no dia 18 de a abril de 2017 o diretor de obras prediais, Alexandre Cavagni, que fiscalizava o CEU desde esse período, contou que realizou uma série de reuniões com a Caixa e a antiga Secretaria Municipal de Esportes (SME) para agilizar a retomada das obras. Porém, não obteve resposta da Secretaria e escreveu um parecer, em junho de 2016, aconselhando a Prefeitura a exigir que a empresa retomasse o serviço ou cancelasse o contrato. “Nós não podemos nos intrometer na SME e dizer que tem que ser multado”, relatou.

Os contatos para o término do CEU foram retomados com a nova administração municipal e em março de 2017 o contrato foi rompido. Como não houve outros concorrentes na licitação, a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) afirmou na reunião da CECE que iria fazer um levantamento com novo orçamento para concluir os 20% restantes da obra, que seria repassado à Caixa. Após a aprovação, ocorreria um novo processo licitatório e a construção deveria ser retomada em 180 dias.

Assista aqui a manifestação de Sofia na visita realizada no dia 30 de dezembro de 2017.