segunda-feira, 19 de março de 2018

Sindicato pede apoio da Câmara em defesa da Procempa

Reprodução Vídeo
... a empresa que tem em seu maior acionista o seu principal antagonista, com poderes plenos para cercear os recursos da instituição, se torna cada vez mais difícil de continuar servindo o município de Porto Alegre com a qualidade histórica que ela teve...

essa é a grande denúncia que vocês trazem: quem está boicotando a Procempa é o Governo Municipal....

... nós não admitimos que hoje o Prefeito se aproveite para vender uma rede de dados poderosa, de uma capacidade técnica qualificada ... nós vamos defender a Procempa sim!

Foto Ederson Nunes/CMPA
As manifestações são  trechos da fala de Sofia Cavedon, vereadora do PT, por ocasião da Tribuna Popular ocupada pela diretora-coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados do RS, Vera Guasso, na sessão desta segunda-feira (19/3) da Câmara Municipal, para pedir apoio dos vereadores e vereadoras contra uma suposta intenção do prefeito Marchezan Júnior de privatizar a Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa). Vários servidores da empresa e de outros órgãos municipais acompanharam o pronunciamento no Plenário Otávio Rocha.

Vera falou que, no ano passado, começou uma forte mobilização em defesa da Procempa, lembrando que a empresa tem 40 anos de história e serviços prestados ao Município. “Desde 2016, ela vem sendo colocada na mira”, lamentou. “Antes da posse, o prefeito já falava que a Procempa era cara, e, há cerca de um mês, disse, em uma reunião de empresários, que ela tinha um déficit de R$ 90 milhões.” Segundo Vera, isso não corresponde aos fatos. De acordo com a diretora, o valor citado por Marchezan equivale, na verdade, ao custo da empresa para fazer seu serviço por um ano.

Leia mais no Portal da CMPA.

Assista aqui a intervenção de Sofia:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao postar seu comentário, por favor, deixe seu contato para que possamos retornar. Obrigada.