quarta-feira, 2 de maio de 2018

Nada mudou nos projetos de Marchezan para o funcionalismo

... são os mesmos do ano passado... 

De acordo com Sofia Cavedon (PT), os projetos apresentados recentemente pelo prefeito de Porto Alegre, Marchezan Jr, são os mesmos de 2017, que já não tiveram a aceitação da Casa Legislativa, que destroem carreiras, que submetem o interesse público, a autonomia do servidor/a público, ao interesse ocasional do gestor. 

Para ela, o argumento utilizado por Marchezan na exposição de motivos desse primeiro projeto analisado pela vereadora, com o gasto com pessoal, contraria os dados do Tribunal de Contas do Estado, ficando 7% acima do que o apresentado pelo Tribunal.

“Sobre o regime de trabalho, o prefeito mantém a posição de decidir ano a ano se será ou não prorrogado o regime do servidor”, ressaltou. Segundo Sofia, os regimes de trabalho atuais valem até agosto de 2018, sem confirmação de recontratação, o que permite que a carga horária dos funcionários seja reduzida.

O prefeito não ouviu a cidade nem a Câmara e os/as servidores/as. Destruir a carreira pública é destruir a cidade de Porto Alegre”, concluiu.

Assista a manifestação de Sofia no tempo de Liderança de Oposição nesta quarta, 02/5: