segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Rede Estadual de Ensino - Enturmação e fechamento de turmas é contestada pela comunidade escolar

Foto Lupe Menezes
Nesta terça-feira,01, às 9h30, a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa tratará do tema e receberá a Escola Técnica Estadual Parobé. No Plenarinho da AL - 3º andar.

Desde a semana que passou, quando a Secretaria Estadual de Educação do RS (Seduc), intensificou a ação junto às direções escolares do ensino médio para que realizem o fechamento de turmas e a enturmação, que a deputada Sofia Cavedon, presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, não para de receber denúncias, apelos e de participar de reuniões em busca de uma solução junto à Seduc.

"O governo realiza essa ação, que chama de Aluno Presente, onde determina retirar das chamadas e cancelar as matrículas de alunos infrequentes com mais de 18 anos e, a partir desses números, tenta extinguir turmas e reenturmar alunos até de terceiro ano do Ensino Médio, ao invés de promover um programa de busca ativa e estímulo à presença e ao sucesso escolar", salienta a parlamentar.

Foto Lupe Menezes
Nesta segunda-feira, 30, Sofia esteve reunida com a 1ª Coordenadoria Regional de Ensino (CRE) de Porto Alegre, juntamente com a direção do Colégio Estadual Cândido José de Godoi, tratando da situação que atinge a escola. Durante a reunião alunos das escolas estaduais Cândido José de Godoi e do Colégio Irmão Pedro, ambas de Porto Alegre, manifestam-se contra a proposta da Secretaria. "Alunos, mães, pais, professores não querem a enturmação que desqualifica o processo de aprendizagem", destaca Sofia que defende a cooperação entre estado e municípios como alternativa.

Foto Aline Seixas
No domingo, 29, a deputada recebeu a mesma denuncia da Escola Estadual de Ensino Fundamental Don Matheus Pasquali, em Veranópolis. "O governo do Estado propôs a municipalização da escola, que vem discutindo com a comunidade através de  
audiências públicas", informa Sofia.

Outros estabelecimentos

Foto Marta Resinga
Mais quatro escolas já se manifestaram que estão vivendo a mesma situação. Em uma reunião de urgência a presidente da Comissão participou na sexta, 27, com a comunidade da Escola Técnica Estadual Parobé, que também reage  contra o fechamento de turmas e a enturmação.
O assunto também foi tratado na Comissão de Educação de terça-feira, 24, quando estiveram presentes, as escolas de Porto Alegre: Cândido José de Godoi e Léa Rosa Cechini Brum; de Tapes, Instituto Estadual Cel. Patrício Vieira Rodrigues; e de Guaíba, Escola Estadual de Ensino Fundamental Evaristo da Veiga.

Na Educação do Campo, escolas serão fechadas

Foto Cpers/Sindicato
O mesmo processo está atingindo a educação do campo. Na sexta-feira, 27, Sofia Cavedon recebeu na Comissão de Educação a direção do Cpers Sindicato e representações das dez escolas do campo pertencentes aos núcleos de São Luiz Gonzaga, Soledade, Santa Rosa e São Leopoldo, que entregaram um dossiê sobre o que está ocorrendo nas instituições, ameaçadas pela Seduc de fechar. 

Durante a reunião os educadores(as) relataram o que está ocorrendo em cada região. Muitas vezes sem ofício por escrito, a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) comunica a direção das escolas sobre o fechamento, sem qualquer diálogo. Em todos os casos, a comunidade é contra o fechamento.

Sofia se comprometeu em ajudar a reverter a situação e fazer audiências nos municípios onde as escolas estão sendo atacadas.

Nossas Escolhas - Boletim da Semana 30 Setembro - Edição 34/2019

Nossas Escolhas - Edição 34 - 30/Setembro/2019

Acompanhe o mandato pelo Face - Acesse aqui.

Você recebeu este e-mail porque faz parte da nossa lista de contatos. Se desejar, desvincule-se deste boletim.
Últimos dias - Garanta sua inscrição - Seminário Nacional de Educação
Arte Mari Martinez
Encontro reunirá Especialistas da área

Foram muitas reuniões e audiência públicas realizadas pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa que culminaram com o lançamento recente do Observatório da Educação Pública do RS e com a edição do primeiro Seminário Nacional de Educação "O desafio de garantir o direito à Educação" que ocorrerá nesta sexta-feira, 04 de outubro, das 9 às 20h, no Teatro Dante Barone em Porto Alegre. Com certificação.

O direito ao acesso, ao investimento e os desafios da qualidade da Educação serão os debates do encontro que terá a participação de especialistas na área, destaca a deputada Sofia Cavedon, presidente da Comissão que promove o evento.

Inscrições:
http://bit.ly/InscricoesSeminarioDesafioEducacao
Programação: http://bit.ly/2lJgv8m

Informações: 51.3210.2096 ou cecdct@al.rs.gov.br

Saiba mais...

Veja também:
- Cia Jovem de Dança da Capital abrirá Seminário Nacional de Educação
- Seminário Nacional de Educação no RS - Inscrições abertas
Na luta por um novo Fundeb
Arte Mari Martinez
Lançamento do Caderno "Por um novo Fundeb" e Ato em Brasília

Nesta terça, 01, às 9h15, a Comissão de Educação da ALRS lançará o Caderno "Por um novo Fundeb", que apresenta dados desde a sua criação, em 2006, até a pauta atual que é a luta pela ampliação de recursos pela União, distribuição para os municípios e que se torne permanente, informa a deputada Sofia Cavedon, presidente da Comissão.

A deputada também estará na quarta (02) em Brasília para participar do Ato: Educação pública, Ciência, Tecnologia e soberania do Brasil: Não tirem o dinheiro da educação básica e das universidades públicas, promovido pelo Fórum Nacional Popular de Educação.

Saiba mais...
Audiência Públicas nesta Segunda, 30
Arte Mari Martinez
Megamineração no RS - A audiência pública nesta segunda (30), às 18h, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do RS. Sofia está engajada na luta contra o projeto que quer instalar a maior mina de megamineiração a céu aberto da América Latina a pouco mais de dez quilômetros do Centro da Capital.
Saiba mais...

- Marco Regulatório do Saneamento Público - É preciso defender nossas águas da tentativa de entregar a gestão do saneamento a lógica do lucro a qualquer custo. Deputada Sofia Cavedon. Audiência debaterá sobre o PL 3261/19 que trata sobre o Marco Regulatório do Saneamento Público, que tramita no Congresso Nacional.
Saiba mais...
150 anos do Mercado Público
Foto Marta Resing
No ano em que completa 150 anos e em que se tornou patrimônio histórico e cultural do Rio Grande do Sul, o Mercado Público de Porto Alegre vive mais um momento de tensão.

Conforme a deputada Sofia Cavedon em sua manifestação na terça, 24, o prédio é testemunha da história de Porto Alegre e o governo Marchezan sucateou e abandonou o local para privatizá-lo.

Saiba mais...
06 de outubro: Eleição para o Conselho Tutelar
Arte Mari Martinez
Por uma vida melhor para nossas crianças e adolescentes

A eleição para conselheiro tutelar ocorre domingo, 06 de Outubro, das 8h30 às 17h, em todo o Brasil, vamos escolher os Conselheiros e Conselheiras Tutelares para os próximos quatro anos.

Mesmo sendo o voto facultativo, a ampla participação da população é importante para garantir maior legitimidade de atuação dos/as conselheiros/as eleitos/as e, principalmente para garantir o direito das crianças e adolescentes estabelecidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Saiba mais...
#SOSEducação
Foto Erick da Silva
- Educadores e Educadoras da Rede Estadual em estado de greve - A deputada Sofia Cavedon, presidenta da Comissão de Educação da ALRS, esteve na sexta, 27, na assembleia geral do Cpers Sindicato apoiando a categoria que vive há cinco anos enfrentando ataques constantes, com salários baixos e parcelados, escolas precarizadas e com falta de professores/as e servidores/as. Saiba mais...

- Estudantes e trabalhadores da UFRGS definem greve nos dias 2 e 3 de outubro - Paralisação faz parte de agenda nacional contra o desmonte da educação promovido pelo governo Bolsonaro. Saiba mais...

- Rede Estadual - Escola Parobé reage contra o fechamento de turmas. Saiba mais...

- Rede Estadual - Diretores pedem apoio à Comissão de Educação. Saiba mais...
#Saúde
Foto Leonardo Cardoso/CMPA
IMESF - Sofia participa de Audiência Pública e caminhada de protesto

Deputada já solicitou realização de audiência pública na Assembleia Legislativa

A deputada Sofia Cavedon participou na segunda (23), na Câmara Muncipal de Porto Alegre da Audiência Pública que tratou da situação do IMESF - Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família - atacado pelo prefeito Marcehzan Jr, e afirmou que a atenção básica em saúde não pode ter descontinuidade e nem demissões em massa.

Saiba mais...
#Cultura
Foto José Porto
- Pelo direito de uso do espaço público #EuQueroMeuBlocoNaRua - A deputada Sofia participou na sexta (27) do Ato pelo direito de uso do espaço público - Eu quero o Meu Bloco na Rua!, realizado em frente à prefeitura de Porto Alegre pelos blocos carnavalescos de rua que reivindicam o direito a ocupação popular dos espaços públicos da cidade, que tem sido negado pelo prefeito da capital. Saiba mais...

- Raul Ellwanger lança “Cantata Sete Povos” - O cantor e compositor lançou recentemente um novo trabalho, disponibilizado gratuitamente em seu site e redes sociais. Trata-se da “Cantata Sete Povos”, suíte popular de 12 canções que conta a saga das comunidades Guaraní e padres jesuítas nos séculos XVII e XVIII na região das “Misiones”, no Noroeste do atual Rio Grande do Sul. Saiba mais...
#Política
Vídeo
- Ato contra a destruição do Brasil - São muitos os motivos para estar nas ruas e na luta! Sofia participou na terça, 24, do Ato contra a destruição do Brasil, na Esquina Democrática de Porto Alegre, onde registrou os ataques que os governos de Marchezan, Eduardo Leite e Bolsonaro fazem à Educação, à Saúde, ao povo e aos trabalhadores e trabalhadoras. Saiba mais...

- #VazaJato na Semana - É hora de intensificar as mobilizações de rua em defesa da Democracia, dos direitos e #LulaLivre. Saiba mais...

- A questão da frente de esquerda no Brasil | Por Raul Pont - Artigo do ex-deputado Raul Pont, publicado no portal da Democracia Socialista, faz uma reflexão que aborda desde o golpe de 2016 até os dias atuais. Saiba mais...
26 de Setembro - Dia Nacional do Surdo
internet
A deputada estadual Sofia Cavedon prestigiou na quarta (25) as comemorações do Dia Nacional do Surdo e dos 63 anos da Escola Especial para Surdos Frei Pacífico, localizada em Porto Alegre.

Saiba mais...
Nossos Contatos 
 FACEBOOK TWITTER YOUTUBE FLICKR WhatsApp51.986390428
Gabinete: Praça Marechal Deodoro, 101, 10º Andar, Sala 1003 - Centro Histórico
Porto Alegre/RS - Fone (51) 3210.1397 - Jorn. Marta Resing

sofia.cavedon@al.rs.gov.br / mandatosofiacavedon@gmail.com

domingo, 29 de setembro de 2019

A questão da frente de esquerda no Brasil | Por Raul Pont*

Foto Ramiro Furquim/Sul21
Urge que construamos uma unidade permanente dessas forças para fazer frente ao inimigo comum.

Artigo do ex-deputado Raul Pont, publicado no portal da Democracia Socialista, faz uma reflexão  que aborda desde o golpe de 2016 até os dias atuais.

Após uma abordagem da conjuntura, Raul faz um recorte em quatro partes da escrita: A crise de representação parlamentar e partidária; Apesar da crise global, o sistema representativo continua vigendo e predominante na experiência mundial; Algumas experiências partidárias de esquerda na América Latina do século XXI; e Em busca de uma alternativa.

Leia o artigo completo acessando o Portal da Democracia Socialista.

*Raul Pont é professor, ex-deputado e membro do DN-PT.

sábado, 28 de setembro de 2019

Seminário Nacional de Educação no RS - Inscrições abertas

Arte Mari Martinez
Encontro debaterá o direito, o investimento e os desafios da qualidade da Educação

Com o objetivo de debater o direito, o investimento e os desafios da qualidade da Educação a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do RS realiza o Seminário Nacional "O desafio de garantir o direito à Educação", que está com as inscrições abertas e terá certificação.

O encontro será dia 04 de outubro (sexta-feira), das 9 às 20h, no Teatro Dante Barone. A ideia do seminário, segundo deputada Sofia Cavedon, presidente da Comissão, surgiu a partir do Observatório da Educação, lançado em julho pela Comissão de Educação da AL. "Queremos acumular no debate e avançar nas propostas junto com pesquisadores, comunidade escolar e sociedade civil, a fim de que possamos melhorar os indicadores apontados no Observatório", destaca Sofia.

A parlamentar informa que o encontro terá a presença de Ladislau Dowbor, economista e professor da PUC/SP, consultor de diversas agências das Nações Unidas e autor e co-autor de cerca de 40 livros entre outras autoridades da área.

As inscrições podem ser realizadas no link: http://bit.ly/InscricoesSeminarioDesafioEducacao.

Informações pelo fone 51.3210.2096 ou pelo email cecdct@al.rs.gov.br

Programação:

9h Abertura com Apresentação da Companhia Jovem de Dança de Porto Alegre
9h15 – Manifestação da Comissão de Educação
9h45 – Primeira mesa – Educação é um direito
Palestrantes:
Prof. Drª Vera Peroni – UFRGS
Prof. Dr. João Batista Saraiva – Fund. Escola do MP/RS
Debates
12h Intervalo
14h – Apresentação Cultural
14h30 – Segunda mesa – Educação é investimento
Palestrantes:
Prof. Dr. Ladislau Dowbor – PUC/SP
Prof. Drª Nalu Farenzena – UFRGS
Debates
17h – Apresentação Cultural
17h30 – Terceira mesa – O desafio da qualidade
Palestrantes:
Prof. Dr. Dante Henrique Moura – IFRN
Prof. Drª Edla Eggert –  PUC/RS
Prof. Drª Sônia Rosa – Coordenadora 27 CRE/RS
Debates
20h – Encerramento

Palestrantes:

Ladislau Dowbor - Possui graduação em Economia Politica pela Universite de Lausanne (1968), mestrado em Economia Social pela Escola Superior de Estatística e Planejamento e doutorado em Ciências Econômicas pela Escola Superior de Estatística e Planejamento. Professor titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Administração e Economia, atuando nos temas: mudança tecnológica, economia dos recursos humanos, economia regional e urbana, planejamento educacional e economia internacional.

Dante Henrique Moura - Pesquisador na área de ensino técnico, doutor em Educação pela Universidade de Conplutense de Madri.  Técnico em Eletrotécnica pela Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte, graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), onde leciona disciplinas do núcleo Formação Pedagógica nas licenciaturas oferecidas pela Instituição. A partir de outubro de 2017 assumiu a coordenação do GT09 educação e Trabalho da ANPEd.

Nalú Farenzena - Doutora e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, licenciada em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Integrante do Núcleo de Estudos de Política e Gestão da Educação da UFRGS. Presidenta da Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento da Educação (Fineduca).

Vera Maria Vidal Peroni - Doutora em Educação e professora convidada do curso de pós graduação em educação da UFRGS e professora visitante na UFPEL. Participa do grupo nacional de pesquisa sobre a relação entre o público e o privado na educação. É líder do Diretório Grupo de Pesquisa Estado e políticas públicas de Educação Básica. Atua nos temas: Estado e política educacional, política educacional brasileira, relação público/privado. Sua pesquisa mais recente trata das "Implicações da relação público-privada para a democratização da educação?.

Sonia Maria Oliveira da Rosa - Doutora em Educação pela Universidade do Vale dos Sinos - Unisinos. Mestre em Educação pela Universidade Luterana do Brasil. Especialista em Gestão Educacional e Graduada em Pedagogia pela Universidade Luterana do Brasil. Professora da Rede Pública de Canoas. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Políticas Educacionais, Gestão Educacional, Avaliação Externa da Educação. Atuou como Diretora Pedagógica da SEDUC/RS RS e como Coordenadora Estadual de Currículo do Programa Federal PróBNCC/MEC. Pesquisadora CNPQ/CAPES-Observatório da Educação.

João Batista Costa Saraiva - Graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.  Advogado e Consultor em Direito da Criança e do Adolescente, com atuação na América Latina, Caribe e África. Foi Promotor de Justiça e Juiz de Direito no Estado do Rio Grande do Sul. Presta consultoria a diversos organismos internacionais, com ênfase ao UNICEF. Professor no Curso de Pós Graduação em Direito da Criança da Fundação Escola do Ministério Público do RS.

Edla Eggert - Possui Pós-Doutorado no Programa de Estudios de la Mujer da Univesidad Autónoma Metropolitana de Xochimilco - UAM-X. Ciudad de México, DF. Doutora em Teologia pela Escola Superior de Teologia, Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Graduação em Pedagogia (UNIPLAC ). Professora na Escola de Humanidades da PUCRS, coordenadora do Programa de Pós Graduação em Educação, professora no PPGEdu e no PPG de Teologia da PUCRS.



sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Pelo direito de uso do espaço público #EuQueroMeuBlocoNaRua

A deputada Sofia Cavedon (PT) participou no final da tarde desta sexta-feira (27) do Ato pelo direito de uso do espaço público - Eu quero o Meu Bloco na Rua!, realizado em frente à prefeitura de Porto Alegre.

A deputada apoia a luta dos blocos carnavalescos de rua que reivindicam o direito a ocupação popular dos espaços públicos da cidade, que tem sido negado pelo prefeito da capital.

"A arte é reflexão, é crítica, desacomoda e desnaturaliza. Estou do lado da cultura que humaniza, que produz cidadãos e cidadãs críticos formadores de sua própria opinião. Viva a liberdade! Viva a criação! Viva a cultura! Viva a alegria! #ForaMarchezan".

Leia aqui Carta que os blocos divulgaram.

Assista a manifestação de Sofia:

Educadores e Educadoras da Rede Estadual em estado de greve

Foto Erick da Silva
A deputada Sofia Cavedon (PT), presidenta da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do RS, esteve na tarde desta sexta-feira, 27, na assembleia geral do Cpers Sindicato apoiando a categoria que vive há cinco anos enfrentando ataques constantes, com salários baixos e parcelados, escolas precarizadas e com falta de professores/as e servidores/as.

Com a Casa do Gaúcho lotada cerca de três mil educadores e educadoras decidiram que entrarão em greve se Eduardo Leite atacar o plano de carreira e a previdência estadual. A categoria se manterá em estado de greve, acumulando forças para exigir reposição salarial e pagamento em dia dos salários e do 13º.
Foto Erick da Silva

Também foram deliberadas na Assembleia a participação nas atividades de mobilização pela educação nos dias 2 e 3 de outubro, repúdio à implantação de escolas cívico-militares no estado e a realização de um ato estadual no dia do professor, 15 de outubro, com a inauguração de um acampamento na Praça da Matriz com o mote de reajuste salarial.

Veja também:
Estudantes e trabalhadores da UFRGS definem greve nos dias 2 e 3 de outubro

Rede Estadual de Ensino - Escola Parobé reage contra o fechamento de turmas

Foto Elisamar Rodrigues
Mais uma escola manifesta-se contra o fechamento de turmas do ensino médio e a enturmação que a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) está promovendo. Desta vez foi a Escola Técnica Estadual Parobé que através do seu Conselho Escolar chamou com urgência uma reunião com a presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputada Sofia Cavedon.

No encontro da manhã desta sexta-feira, 27, a comunidade escolar denunciou o fechamento de turmas e a enturmação, entre elas turmas em conclusão de curso com o processo de formatura em andamento, que deverão ser aglutinadas com outras. "Nesta altura do ano o governo propor essas ações é um desrespeito com a Educação e com os estudantes", afirma a deputada. Além disso os laboratórios não comportam turmas grandes assim como muitas salas de aula; e da escola contar com muitos alunos com deficiência de visão, cadeirantes e autistas, que a Seduc não considera quando faz essa determinação", salienta a presidente.

Sofia destaca que a ação do governo abrange muitos outros estabelecimentos e que a Comissão está apoiando a organização da comunidade escolar. "Nesta terça-feira passada (24) a Comissão recebeu três escolas com a mesma situação. O Colégio Cândido José de Godoi, de Porto Alegre; o Instituto Estadual Cel. Patrício Vieira Rodrigues, de Tapes; e a Escola Estadual de Ensino Fundamental Evaristo da Veiga, de Guaíba." A deputada ressalta que irá exigir coerência do Governo do Estado, "que sinaliza para a Comissão de Educação que quer estabilizar a relação para avançar nos desafios da Rede, mas na prática faz outra coisa."

Sofia informa que o tema estará na pauta da reunião da Comissão de terça-feira (01), às 09h30, com a presença de representantes das Escolas Técnicas  Parobé e Irmão Pedro, ambas de Porto Alegre.

Parobé - A Escola Técnica Parobé também enfrenta outras problemas como a sua biblioteca fechada, não tem monitor no turno da manhã e estão sem supervisor.

Veja também:
Rede Estadual - Diretores pedem apoio à Comissão de Educação

Na luta por um novo Fundeb

Ato em Brasília e lançamento do Caderno "Por um novo Fundeb"

Na terça-feira, 01, às 9h15, a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa lançará o Caderno "Por um novo Fundeb", que apresenta dados desde a sua criação, em 2006, até a pauta atual que é a luta pela ampliação de recursos pela União, distribuição para os municípios e que se torne permanente, informa a deputada Sofia Cavedon, presidente da Comissão.

A deputada também estará na quarta-feira (02/10) em Brasília para participar do Ato: Educação pública, Ciência, Tecnologia e soberania do Brasil: Não tirem o dinheiro da educação básica e das universidades públicas, promovido pelo Fórum Nacional Popular de Educação. O ato será às 16h30, no auditório Nereu Ramos, Anexo II da Câmara dos Deputados.

"Aprovar o novo Fundeb é tarefa estratégica a que vamos nos dedicar nesse segundo semestre na Comissão de Educação da AL em parceria com a Famurs, com o governo do Estado, mobilizando prefeitos e prefeitas, vereadores e vereadoras, comprometendo nossos deputados e deputadas federais e senadores com o avanço educacional que o Brasil necessita", destaca Sofia.

O financiamento da Educação também estará nos debates do Seminário Nacional de Educação que se realiza no dia 04 de outubro, e no dia 21, com a presença da deputada federal Dorinha, relatora do PL que trata do Fundeb, haverá uma audiência pública da Comissão de Educação em conjunto com a Famurs. Ambos eventos em Porto Alegre.

Megamineração no RS- Audiência Pública nesta Segunda, 30

Arte Mari Martinez
Dia 30 é dia de mobilização e combate ao projeto que quer instalar a maior mina de megamineiração a céu aberto da América Latina a pouco mais de dez quilômetros do Centro da Capital. 

A audiência pública será nesta segunda-feira (30), às 18h, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do RS.

Engajada na luta contra a instalação da maior mina de carvão do Brasil na Região Metropolitana da de Porto Alegre, a deputada Sofia Cavedon (PT) afirma: a vida jamais deve estar abaixo da ganância pelo lucro.

O projeto da empresa Copelmi, que o Governo do RS quer liberar a licença para funcionamento, permitiria a produção de energia fóssil, responsável pelas maiores emissões de CO² na atmosfera e pela ampliação do aquecimento global, e que coloca em risco, entre outros, a potabilidade do rio Jacuí, que contribui com 84,6% de águas limpas na formação do lago Guaíba.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Estudantes e trabalhadores da UFRGS definem greve nos dias 2 e 3 de outubro

Foto Divulgação
Paralisação faz parte de agenda nacional contra o desmonte da educação promovido pelo governo Bolsonaro

Em assembleia geral realizada nesta quinta-feira (26), no pátio da Faculdade de Educação (Faced), os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) determinaram uma paralisação nos dias 2 e 3 de outubro, unificados com os técnicos-administrativos e professores da instituição. A Assufrgs Sindicato convocou os trabalhadores da UFRGS e UFCSPA para aderir à greve de 48 horas, que responde ao chamado nacional contra os sucessivos ataques do governo à Educação.

Confira a agenda da greve nacional da educação em Porto Alegre:

2 de outubro
Eleições IFRS – As eleições no IFRS ocorrem no dia 02 de outubro. Por acreditar na importância do fortalecimento da democracia no IFRS, a Assufrgs convoca a categoria a participar da eleição e das panfletagens que serão realizadas nos campi.
14h – Assembleia Geral da UFRGS. Local: Fabico. Pauta: Deliberação sobre documento com demandas relativas à jornada de trabalho dos técnicos da UFRGS.

3 de outubro
16h – Assembleia Geral da Assufrgs. Na pauta: greve por tempo indeterminado e luta contra o Future-se e os amplos ataques à educação pública federal. Local: Faced.
18h – Ato unitário da educação. Local: Esquina Democrática.

Leia a íntegra da matéria no Portal do Brasil de Fato RS.

Audiência Pública debate o Marco Regulatório do Saneamento Público

É preciso defender nossas águas da tentativa de entregar a gestão do saneamento a lógica do lucro a qualquer custo. Deputada Sofia Cavedon.

Nesse sentido convidamos a todos e todas para este importante debate sobre o PL 3261/19 que trata sobre o Marco Regulatório do Saneamento Público, que tramita no Congresso Nacional. 

Participe!

2ª Marcha Gaúcha pelo Clima neste Domingo, 29

Arte Mari Martinez
Em mais de 150 países, milhares de manifestantes foram às ruas nas Marchas Globais pelo Clima

Neste domingo, 29, às 15h, no Parque da Redenção, Ato é em Porto Alegre.

A manifestação é um alerta, em especial, as queimadas na Amazônia e outras florestas do planeta, o aquecimento global e a necessária redução das emissões de gás carbônico.

Lutar contra o colapso climático é muito mais que se preocupar com as emissões e métricas científicas – para obter êxito, também é necessário sair às ruas e batalhar por um mundo justo e sustentável. Por isso, em um momento no qual mais de 6,1 mil mobilizações pelo clima estão acontecendo globalmente.

Saiba mais no Portal do Brasil de Fato.

#VazaJato na Semana

É hora de intensificar as mobilizações de rua em defesa da Democracia, dos direitos e #LulaLivre

Lava Jato usou provas ilegais do exterior para prender futuros delatores

A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba utilizou sistematicamente contatos informais com autoridades da Suíça e Mônaco para obter provas ilícitas com o objetivo de prender alvos considerados prioritários - encarcerados preventivamente, muitos deles vieram a se tornar delatores. Menções a esse tipo de prática ilegal foram encontradas com frequência em conversas entre 2015 e 2017, conforme revelam mensagens do aplicativo Telegram enviadas por fonte anônima ao site The Intercept Brasil e analisadas em parceria com o UOL.

Veja mais no Portal do UOL

- Derrota da Lava Jato: maioria do STF vota a favor da tese que pode anular sentenças da operação

Decisão pode cancelar a sentença do ex-presidente Lula, que já havia pedido anulação com base no caso Bendine

A Lava Jato sofreu uma de suas piores derrotas, nesta quinta-feira (26). O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) votou, em sua maioria, para aceitar um recurso que pode anular sentenças da operação Lava Jato, incluindo a do ex-presidente Lula. A sessão foi suspensa antes do término, mas a tese já havia obtido maioria. O julgamento retorna na próxima quarta-feira (2).

Saiba mais no Portal da Revista Fórum.

Lava-Jato manipulou impeachment de Dilma, diz Aloysio Nunes, do PSDB

Marcelo Camargo/Antônio Cruz/Ag Brasil
Um dos defensores do afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016, o ex-senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) agora considera que houve uma "manipulação política do impeachment" pela força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba e pelo ex-juiz Sergio Moro, atual ministro do governo Jair Bolsonaro.

Saiba mais no Portal do Jornal Zero Hora.

26 de Setembro - Dia Nacional do Surdo

A deputada estadual Sofia Cavedon (PT), presidenta da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do RS, prestigiou nesta quarta-feira (25) as comemorações do Dia Nacional do Surdo e dos 63 anos da Escola Especial para Surdos Frei Pacífico, localizada em Porto Alegre.

Sofia, que é parceira das lutas da comunidade pela inclusão dos surdos, defende a formação de professores surdos para atuar nas escolas bilíngues das redes de ensino. "Essa foi uma das demandas apresentadas na recente audiência pública que realizamos na Comissão de Educação da AL", destaca a parlamentar.

Setembro foi escolhido pelos surdos para comemorar e relembrar a luta por direitos. Por isso, o mês está repleto de datas importantes para a comunidade, como por exemplo o Dia do Surdo. No Brasil, o dia foi escolhido por ser a data de fundação do INES – Instituto Nacional de Educação de Surdos, em 1857. Durante todo o Setembro Azul, a comunidade surda se encontra em eventos e congressos. A principal pauta é a educação dos surdos e a criação de Escolas Bilíngues para o ensino da Libras.

No Rio Grande do Sul, durante a semana de celebrações, a Arquidiocese de Porto Alegre, por meio da Pastoral do Surdo, realiza uma ampla programação com atividades de aprendizado, conscientização e compromisso com a luta.

Veja também
Audiência pública debate a inclusão de alunos surdos no Estado

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Ato contra a destruição do Brasil

São muitos os motivos para estar nas ruas e na luta!

A deputada Sofia Cavedon (PT) participou nesta terça-feira, 24, do Ato contra a destruição do Brasil, na Esquina Democrática de Porto Alegre, onde registrou os ataques que os governos de Marchezan, Eduardo Leite e Bolsonaro fazem à Educação, à Saúde, ao povo e aos trabalhadores e trabalhadoras.

"Motivos de sobra temos para estar nas ruas como a luta contra a reforma da Previdência. Esses governos escolheram a Educação como inimiga. Escolheram como diretriz de gestão a venda do patrimônio público, a especulação, o desmatamento, a privatização. Pelo restabelecimento da Democracia no país com a liberdade de Lula!", enfatiza a deputada.

#ForaBolsonaro #LulaLivre

Assista a manifestação de Sofia:

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Raul Ellwanger lança “Cantata Sete Povos”

Foto Arquivo Raul Ellwanger
Em linguagem popular e lírica, obra destaca a história do encontro entre o povo Guarani e os missionários jesuítas

Por Marcos Corbari - Brasil de Fato RS

Figura referencial no cenário musical do Rio Grande do Sul, Raul Ellwanger lançou recentemente um novo trabalho, disponibilizado gratuitamente em seu site e redes sociais (links ao final do texto). Trata-se da “Cantata Sete Povos”, suíte popular de 12 canções que conta a saga das comunidades Guaraní e padres jesuítas nos séculos XVII e XVIII na região das “Misiones”, no Noroeste do atual Rio Grande do Sul.

Conforme define Ellwanger, trata-se de “uma obra vocal e instrumental, com versão para vozes e pequena orquestra, composta em memória dos índios guarani e dos jesuítas  que  conviveram nos chamados Sete Povos da Missões, desde a refundação das novas comunidades, em 1682, até sua destruição, em 1756”. Explica ainda que, “trata-se de um recorte de sete décadas de uma história de quase dois séculos de relações entre o povo Guarani e os religiosos da Companhia de Jesus no coração da América do Sul, na fronteira geográfica e política dos conflitos entre as duas principais potências políticas de então, as Coroas da Espanha e Portugal”.

Em 12 canções, a obra narra aspectos da vida cotidiana, a religiosidade, o trabalho, a convivência dos guarani com os jesuítas, as contradições existentes na relação entre padres e nativos, os fatos históricos de sua constituição e destruição e o inestimável legado das reduções. Nessa narrativa cantada é apresentada a história de uma experiência social única na humanidade: o contato estreito e harmônico entre duas culturas, inobstante a extrema distância original de seus estágios de civilização.

Foto Arquivo Raul Ellwanger
O autor informa ainda que “compostas numa linguagem acessível, com intenção didática, as canções podem ser tocadas e cantadas por coros escolares, profissionais, universitários, pois se baseiam em ritmos populares e tem o arranjo de cada um dos instrumentos individualizado para leitura e impressão, trazendo conteúdo para aulas de História, Português e Música”.

Ouça as canções ou acesse as letras e partituras da Cantata Sete Povos, arquivos também disponíveis gratuitamente em MP3 e PDF: CLIQUE AQUI!

Raul Ellwanger: Compositor, letrista, arranjador, cantor, produtor musical e ativista cultural, natural de Porto Alegre, Brasil, Raul Ellwanger tem doze discos gravados e mais de 200 canções registradas por importantes intérpretes, como Elis Regina, Beth Carvalho, Mercedes Sosa, Fafá de Belém, Raul Porchetto, Renato Borghetti e León Gieco. Com canções gravadas em castelhano, alemão, italiano, francês e catalão, conta com parcerias de Paulinho Tapajós, Ferreira Gullar, Jerônimo Jardim, Pery Souza, Washington Benavidez, Mário Quintana e com versões de Pablo Milanês, Raul Porchetto, León Gieco, Tarrago Ros e Alfredo Zitarrosa.

Acesse AQUI o site do artista e AQUI o seu canal no Youtube.

Fonte: Portal Brasil de Fato RS.

150 anos do Mercado Público

No ano em que completa 150 anos e em que se tornou patrimônio histórico e cultural do Rio Grande do Sul, o Mercado Público de Porto Alegre vive mais um momento de tensão.

Conforme a deputada Sofia Cavedon (PT) em sua manifestação nesta terça-feira, 24, em que a Assembleia Legislativa concedeu o título de patrimônio histórico e cultural do RS ao Mercado Público, uma inciativa do deputado Luiz Marenco (PDT), o prédio é testemunha da história de Porto Alegre e o governo Marchezan sucateou e abandonou o local para privatizá-lo.

"Marchezan quer privatizar o prédio e torná-lo um verdadeiro "shopping" que sirva para o lucro ganancioso de meia duzia, afastando as características democráticas e populares que moldam esse espaço. É hora de lutar e defender nosso patrimônio. Queremos o Mercado Público, público, do povo", afirma a parlamentar.

Assista a sua manifestação:

Rede Estadual - Diretores pedem apoio à Comissão de Educação

Foto Marta Resing
Relatório sobre situação das escolas será levado ao Secretário, ao Governador e ao MP

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, presidida pela deputada Sofia Cavedon (PT), recebeu na manhã desta terça-feira (24), representantes de escolas estaduais que estão sendo informadas pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc) do fechamento de suas turmas do ensino médio. 

Foto Guerreiro/ALRS
As representantes também reclamaram do descaso com que a Secretaria de Educação estaria tratando as diretorias das escolas, assim como das dificuldades encontradas pelas direções com a falta de servidores, professores e de retorno da Seduc. 

Foto Guerreiro/ALRS
Primeiro a se manifestar, o diretor do Colégio Cândido José de Godoi, de Porto Alegre, Mário Antônio da Silva, questionou o fechamento da biblioteca. “Era o nosso motivo de orgulho. Agora ela está com as luzes apagadas, suas portas cerradas. É uma lástima vê-la nesse estado”. Lilian Balbinot, vice-diretora da escola, salientou a questão do fechamento de turmas. “Fomos comunicados que teremos que fechar uma turma do primeiro, uma do segundo e outra do terceiro ano do ensino médio. O que nos perturba é o fato de que entramos em contato com eles para entender o porquê e nada é nos passado”, relatou.

Foto Guerreiro/ALRS
Logo após, Carmem Lúcia Marques, diretora do Instituto Estadual Cel. Patrício Vieira Rodrigues, de Tapes, criticou a falta de professores na rede estadual. “Tenho alunos que estão sem professores desde maio. E estamos com dificuldade de fechar a carga horária exigida para os alunos concluírem seus cursos”. Outra demanda exposta pela diretora foi a questão do curso de Aproveitamento de Estudos. “A modalidade é um complemento para pessoas formadas no ensino médio. Porém, desde o início deste ano, estamos sem por uma simples questão de edital. Lá, constava que os alunos podiam se inscrever de forma online ou na secretaria da escola. 18 alunos fizeram online e outros 19 na secretaria. Só que eles não estão aceitando aqueles que se inscreveram pessoalmente. Queremos saber o porquê”.

Foto Guerreiro/ALRS
A diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Evaristo da Veiga, de Guaíba, Patrícia Varella, protestou contra a municipalização que a escola está sofrendo. “O pessoal da prefeitura chegou à escola e mandou desocupar salas. Tive que tirar a biblioteca e colocar os livros nos corredores, pois eles precisavam da sala para colocar mais alunos. Um dia fui chamada à Seduc e me informaram que no ano que vem eles vão escolher as salas que quiserem”. Patrícia também registrou que está acumulando funções na escola devido à falta de profissionais.

Foto Guerreiro/ALRS
Por último, Silvia da Cunha Santos, diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Léa Rosa Cechini Brum, de Porto Alegre, indagou sobre a construção do novo prédio da escola, que seria feito como contrapartida pela Construtora Rossi. “O Centro Comunitário da Bom Jesus eles fizeram. Está lá, bonitinho. Quero saber da escola, mas eles não nos dão resposta. Queremos pedir o apoio desta Casa sobre o que devemos fazer, que caminhos devemos seguir”, apelou.

As deputadas Sofia Cavedon (PT) e Luciana Genro (PSOL) informaram aos dirigentes escolares que irão formalizar um documento especifico sobre cada caso e levar diretamente ao secretário estadual de Educação, Faisal Karam, e ao governador do estado, Eduardo Leite. Sofia disse ainda que o relatório também será encaminhado ao Ministério Público Estadual.